Arquivos da categoria: Notícias

Alta produção de embriões de TE da Paranoá 450 motiva sócio JV3

A Paranoá Senepol justifica a oferta de novilhas qualificadas com a produção que credibiliza a sua seleção. E faz ganhar os criadores que acreditam na genética produzida na fazenda, em Três Lagoas/MS. A Safira Top 10 Paranoá 450 foi a mais nova constatação desse trabalho de melhoramento genético, com uma produção expressiva de embriões.

02_1 PARANOA 450
Paranoá 450 clicada antes da venda especial de junho de 2016, que formou a parceria Paranoá/JV3: produção espetacular de 24 embriões de TE. (Foto: Jadir Bison)

Nascida em fevereiro de 2015, Paranoá 450 (CN 550N x Paranoá 124 / SCR 6001S) produziu 24 embriões no último trabalho de coleta realizado pelo médico veterinário Luciano Aranha. A produção dela ajudou a estabelecer média de 10,5 embriões por doadora. “Isso não é FIV e sim TE a fresco, onde as doadoras foram inseminadas sete dias antes com superovulação e extraímos dela os embriões, uma produção fantástica”, comentou Aranha, ainda na fazenda.

Reprodução dos embriões a fresco de Paranoá 450 coletados pelo médico veterinário Luciano Aranha, no começo de fevereiro.
Reprodução dos embriões a fresco de Paranoá 450 coletados pelo médico veterinário Luciano Aranha, no começo de fevereiro.

Em outubro, na última edição do Safiras do Senepol (2016.1), Paranoá 450 se classificou como a quarta melhor fêmea jovem do maior programa de avaliação de novilhas da raça Senepol no mundo. Foi arrematada 50% pelo criador Jorge Luiz Veduvoto no leilão Genética Paranoá & Convidados, em junho de 2016, enquanto ainda estava em teste.

Um animal desse produz embrião para dois e a sociedade praticamente provou isso na sua primeira coleta válida para TE, um resultado espetacular”, comemora Veduvoto, do JV3 Senepol.

Em 2016, ele passou a investir na raça em sociedade com Guilherme Zeli, da Paranoá Senepol, que conheceu meses antes, comprando dele touros para sua fazenda. Foram duas doadoras adquiridas em abril e, no leilão de junho, mais seis lotes, entre eles a sociedade na Paranoá 450.

02_3 Zeli Veduvoto
Zeli (esq.), da Paranoá Senepol, e Veduvoto: parceria começou em 2016 e já tem levado resultados ao Senepol JV3. (Foto: Greco Studios)

Eu a vi na fazenda em preparação para ir ao Safiras e logo percebi que era diferente”, lembra Veduvoto. “A garantia da Paranoá de que se tornaria uma doadora se confirmou no resultado do teste e ela virou um ‘vagão’ de animal”, impressiona-se. “Ela tem uma família muito produtiva, a mãe também se destacou em produção e o acasalamento completou”, comenta Guilherme Zeli.

A doadora continua em trabalho de reprodução na Paranoá, assim como outras que os dois criatórios têm em parceria. Luciano Aranha vai transferir a parte dos embriões produzidos por elas que cabe à JV3 Senepol na Fazenda Vitória, em Selvíria/MS. Depois disso, o sócio começa a ter de volta o investimento numa genética segura.

Boas Festas!!!

O ano de 2016 foi repleto de grandes realizações, mas o que tornou completas as conquistas alcançadas foram as pessoas que conosco estavam, sonhando e se alegrando na concretização de cada sonho.

Homenagem Equipe e Família Paranoá Senepol
Homenagem Equipe e Família Paranoá Senepol

Como forma de gratidão, nós da Equipe e Família Paranoá Senepol, oferecemos a você essa singela homenagem, com sinceros votos de Feliz Natal e que 2017 seja ainda mais próspero!!!

Paranoá se destaca com 3 campeãs e 3 Top 10 no Safiras do Senepol

A Paranoá Senepol foi um dos grandes destaques da edição 2016.1 do programa Safiras do Senepol. O resultado, anunciado no dia 1o de outubro, em Pirajuí/SP, provou a melhoria genética empregada no rebanho, com a revelação de duas campeãs e três Safiras Top 10 dentro da 13a edição da prova mais completa na identificação de doadoras da raça no mundo, iniciada em 2009 e que já avaliou mais de 2000 fêmeas.

Participamos desde a primeira edição, sempre buscando o melhoramento genético e esse resultado nos deixa muito satisfeitos, por mostrar que estamos no caminho certo”, declarou Guilherme Zeli, ao final do anúncio, em reunião que contou com 130 pessoas de 53 criatórios de 9 estados brasileiros.

PARANOÁ 464 (esq.) e PARANOÁ 436, respectivamente segunda e terceira campeãs do Grupo 2 no programa Safiras do Senepol 2016.1. (Fotos: Assessoria de Comunicação Paranoá Senepol)
PARANOÁ 464, segunda campeã do Grupo 2 no programa Safiras do Senepol 2016.1. (Fotos: Assessoria de Comunicação Paranoá Senepol)

A prova foi dividida em dois grupos de fêmeas contemporâneas. No Grupo 2, com 79 novilhas com média de idade de 16 meses, a Paranoá fez a segunda e a terceira campeãs, respectivamente PARANOÁ 464, vendida no Leilão Genética Paranoá 2016, e PARANOÁ 436 (veja quadro abaixo). Além delas, a fazenda também fez a quarta melhor, PARANOÁ 450, e a sexta, PARANOÁ 454.

PARANOÁ 464 (esq.) e PARANOÁ 436, respectivamente segunda e terceira campeãs do Grupo 2 no programa Safiras do Senepol 2016.1. (Fotos: Assessoria de Comunicação Paranoá Senepol)
PARANOÁ 436 terceira campeã do Grupo 2 no programa Safiras do Senepol 2016.1. (Fotos: Assessoria de Comunicação Paranoá Senepol)

No Grupo 1, com 70 fêmeas de 19 meses de média de idade, a quinta melhor fêmea foi PARANOÁ 416, portanto Safira Top 10. A segunda campeã desse grupo, BRM0079, foi adquirida pela Paranoá em sociedade com Grama e ZB Senepol.

Além dessas classificadas Elite na prova, outras 11 fêmeas da Paranoá receberam chancela de Safira Superior e estão igualmente aptas a fornecer embriões para importantes leilões e eventos comerciais da raça.

Marcelo Ribas (Intergado, à esquerda) e José Antônio Fernandes Netto (Grama) entregam a Guilherme Zeli certificado pelas conquistas da Paranoá Senepol no Safiras. (Fotos: VSP Japan)
Marcelo Ribas (Intergado, à esquerda) e José Antônio Fernandes Netto (Grama) entregam a Guilherme Zeli certificado pelas conquistas da Paranoá Senepol no Safiras. (Fotos: VSP Japan)

O mercado sente mais segurança quando vê esses resultados”, afirmou Zeli. “É bom para a nossa marca, que produziu essa genética, e mais ainda para quem comprou, porque vai explorar a produtividade dessas fêmeas qualificadas”, completou, citando as que a Paranoá negociou com garantia de qualificação em seu leilão.

É a segunda prova importante que a Paranoá destaca seus animais. Em julho, o anúncio dos touros indicados para o programa ATJ-Plus, da Embrapa, classificou cinco touros jovens da marca, ou 50% dos indicados pelo programa Geneplus. Os reprodutores também estavam negociados antes do resultado.

Guilherme Zeli entre os sócios JR Fernandes (Grama) e Deizinho Bellodi (ZB Senepol), com certificado pela segunda campeã investida junto à Brandamundo, representada por Ricardo Chociai.
Guilherme Zeli entre os sócios JR Fernandes (Grama) e Deizinho Bellodi (ZB Senepol), com certificado pela segunda campeã investida junto à Brandamundo, representada por Ricardo Chociai.

Nosso compromisso é esse, de encontrar o melhor da nossa genética para disponibilizar ao mercado”, lembrou Guilherme Zeli, satisfeito com os resultados do Safiras e comprometido com as próximas safras. “Isso aumenta nossa responsabilidade, mas vamos trabalhar para manter esse nível de melhoramento genético”, concluiu.

AS NOVAS SAFIRAS PARANOÁ

RESULTADOS 2016.1

Nome Nascimento Pai Mãe/AVÔ ClassIFICAÇÃO/GRUPO
PARANOÁ 416 28/01/2015 WC 754A Paranoá 123/SCR 6001S 5° TOP 10/1
PARANOÁ 464¹ 03/04/2015 OLR ÚNICO ROJO Bambina 3GEZ39/WC 112N 2° Campeã/2
PARANOÁ 436 28/02/2015 PRR 978H Grama 142/Wizard 23D 3° Campeã/2
PARANOÁ 450² 17/02/2015 CN 550N Paranoá 124/SCR 6001S 4° TOP 10/1
PARANOÁ 454 26/02/2015 PRR 978H Grama 142/Wizard 23D 6° TOP 10/1
BRM 079³ 26/11/2014 PRR 7013S Grama 477/Prosperity 12L 2° Campeã/1

1 Vendida para Bela Vista Senepol / Celso Cassiano no Leilão Genética Paranoá, em junho

2 Vendida 50% para Senepol JV3, de Jorge Luiz Veduvoto, no Leilão Genética Paranoá, em junho

Paranoá Senepol planeja seus embriões para venda em 2017

A Paranoá Senepol submeteu suas doadoras a um novo protocolo reprodutivo, pensando no que pode proporcionar ao mercado em 2017. O planejamento começou na última visita à fazenda, em Três Lagoas/MS, do médico veterinário Luciano Aranha, técnico da S+ que assessora a produção e o procedimento dos embriões.

Um calendário de protocolos é definido para passar por avaliação as 100 doadoras que atualmente estão em produção na fazenda de Guilherme e Eldino Zeli. “Avaliações como a que acabamos de realizar aqui servem para nos dizer que doadoras são mais indicadas para trabalhar na TE e quais são mais indicadas para FIV”, explica Luciano Aranha. “Acreditamos muito na interação dessas duas técnicas, porque uma complementa a outra”, acrescenta Guilherme Zeli.

Aranha (dir.) e Guilherme Kehdi, na Paranoá Senepol: planejamento e organização pensando no mercado em 2017. (Foto: Assessoria de Comunicação Paranoá)
Aranha (dir.) e Guilherme Kehdi, na Paranoá Senepol: planejamento e organização pensando no mercado em 2017. (Foto: Assessoria de Comunicação Paranoá)

Mensalmente, passam 20 doadoras pelo processo de FIV e oito pelo de TE, gerando entre 180 e 200 embriões de média mensal, a serem congelados ou para serem transferidos frescos, gerando novas doadoras e o time de produção que é selecionado para o mercado, entre eles também os reprodutores que a empresa usa na Fazenda Santa Rita, sua unidade comercial em Inocência/MS.

Como a seleção na Paranoá sempre foi muito criteriosa, a produção dessas doadoras é sempre muito consistente e os produtos que elas geram são confiáveis”, afirma Aranha, que esteve em setembro na fazenda acompanhado do criador Guilherme Kehdi, do Kehdi Senepol, que está cumprindo período final do curso de Medicina Veterinária pela Universidade de Uberaba/MG, e passa pelo estágio final acadêmico com a equipe da S+. “O melhor dessa fase é que percorro várias fazendas e vou acumulando a experiência que posso usar no nosso criatório depois”, disse Guilherme Kehdi. “E a Paranoá me ensinou muito, é uma referência pra mim como criador ou como técnico”.

Com um bom volume de produtos de alto valor genético armazenados, a Paranoá estuda a distribuição de embriões em um evento especial para 2017. Mas esse planejamento também será divulgado oportunamente aqui.

Paranoá Senepol faz 50% dos melhores touros indicados ao ATJ, da Embrapa

01_1Touroscampo
Touros criados a campo na Paranoá Senepol: resultado do Geneplus/Embrapa comprova seleção que visa lucro do cliente. (Fotos: Jadir Bison)

A Paranoá Senepol se orgulha de fazer cinco entre os dez melhores touros indicados para o programa de Avaliação de Touros Jovens, do Geneplus (ATJ-Plus). Num universo de 5.621 animais avaliados de diversos criatórios que participam do programa, apenas um número reduzido se qualifica para ser fornecedor de genética que a Embrapa vai validar com os dados que coletará das progênies deles em um futuro próximo. E metade dos melhores nasceu na fazenda de Guilherme e Eldino Zeli, em Três Lagoas/MS. Mas não está mais lá, pois foram comercializados muito antes do resultado.

A sequência do programa, que completa o quinto ano, envolve análise dos dados de nascimento ao sobreano de machos nascidos na safra 2014/2015. Dois filtros acontecem com bastante rigor. No primeiro, passam os que forem Elite (até Top 16%) para IQG, Peso à Desmama, Peso ao Sobreano e Perímetro Escrotal. Só nesse perfil sobraram 29 touros da safra.

Touros criados a campo na Paranoá Senepol: resultado do Geneplus/Embrapa comprova seleção que visa lucro do cliente. (Fotos: Jadir Bison)
Touros criados a campo na Paranoá Senepol: resultado do Geneplus/Embrapa comprova seleção que visa lucro do cliente. (Fotos: Jadir Bison)

Em seguida, para estar entre os dez melhores, precisa ser cabeceira (nota 5 ou 6) na avaliação de Conformação Frigorífica dentro do grupo contemporâneo da fazenda. Depois, entram notas para aprumo, umbigo, racial e detalhes que vão classificar os dez melhores, dos quais cinco foram criados na Paranoá Senepol e comercializados no seu Leilão Virtual de Produção Máxima, realizado em 5 de março, que teve transmissão do Canal Rural.

O foco da Paranoá não é reter touros que produzimos e se mostram destaques em avaliações ao sobreano, mas sim disponibilizar essa genética para o mercado, como fizemos nesse caso”, explica Guilherme Zeli. “Ficamos muito contentes com o resultado e desejamos que os investidores tenham um ótimo futuro com esses touros”. Mais uma prova de que o critério na seleção da Paranoá visa o resultado do cliente.

 

Leilão Genética Paranoá Senepol cresce 42% e atinge R$ 2 milhões

Recinto LeiloAdo, em Três Lagoas/MS, recebeu mais de 300 pessoas no Leilão Genética Paranoá.
Recinto LeiloAdo, em Três Lagoas/MS, recebeu mais de 300 pessoas no Leilão
Genética Paranoá.

Nem o mau tempo, com chuva e neblina em Três Lagoas/MS na noite de quinta-feira, dia 2 de junho, atrapalharam o desempenho de um evento numa noite memorável. Foi quando a Paranoá Senepol faturou R$ 1.998.000,00 e registrou um crescimento de 42% em relação a 2015 em seu Leilão Genética Paranoá Senepol & Convidados, que aconteceu no recinto LeiloAdo.

Foram negociados 36 lotes de doadoras já chanceladas, novilhas e bezerras com garantias de qualificação no programa Safiras do Senepol. A média de R$ 54 mil reflete o reconhecimento do mercado com a seleção de Guilherme e Eldino Zeli. “Eu sempre disse que o valor é apenas um número que o mercado dita e claro que foi excepcional, mas para nós, da Paranoá, o que mais contou foi o reconhecimento dos criadores com uma genética que a gente se esforça muito para melhorar sempre”, declarou Guilherme Zeli.

Guilherme Zeli e Tania (à esquerda) com Lúcia e Eldino Zeli, da Paranoá, proporcionaram uma noite memorável ao Senepol do Brasil.
Guilherme Zeli e Tania (à esquerda) com Lúcia e Eldino Zeli, da Paranoá, proporcionaram uma noite memorável ao Senepol do Brasil.

O lote mais valorizado do leilão foi a doadora Paranoá 164, que teve 50% adquirida por R$ 115.200,00. O novo sócio da Paranoá nessa filha de AMI 635 Flor de Mayo em doadora PRR 840 ET nascida em 13/02/2013 é o criatório Pecuária 3JR, de Jhonatan Thomazini. O maior comprador do leilão foi o também recente selecionador Jorge Luís Veduvoto, que arrematou seis lotes. O condomínio Dormi na Praça, do qual faz parte o cantor Bruno, da dupla Bruno&Marrone, comprou por R$ 72 mil os 100% da doadora SHOA 33 (CN 4635 Blondie x Hulk da Mar, nascida em 16/05/2014). Além do sertanejo, compõem o condomínio o criador Deizinho Bellodi, da ZB Senepol, e os empresários Rafael Queiroz e Neto Junqueira.

Após os 36 lotes, a Paranoá reservou uma surpresa, um lote extra, com nove novilhas de seis pais diferentes, para que o comprador escolha após a edição 2016.1 do Safiras, para onde foram levadas no dia seguinte ao remate. O valor do investimento atingiu R$ 75.600,00 e o dono do último lance foi o criador Daví Garcia, da Bela Vista Senepol, em sociedade com Celso Cassiano.

Guilherme Zeli e Tania com os filhos Bruno, Beatriz e Gabriel.
Guilherme Zeli e Tania com os filhos Bruno, Beatriz e Gabriel.

O Leilão Genética Paranoá & Convidados foi organizado pela Programa Leilões, com a condução dos leiloeiros Cláudio Gasperini e Guillermo Sanchez. A assessoria foi a S+ e a transmissão, do Canal Rural. Assim que o último lote foi vendido, os mais de 300 presentes ao recinto foram presenteados com um show da dupla Jads&Jadson, eles também criadores. Em pouco mais de duas horas de música e diversão, o show sertanejo e o de genética deixaram em todos aquele gosto de “quero mais”, que vai ficar para 2017.

Criadores de Senepol e astros da música sertaneja, os irmãos Jads & Jadson fecharam a noite memorável com um show pra lá de bruto.
Criadores de Senepol e astros da música sertaneja, os irmãos Jads & Jadson fecharam a noite memorável com um show pra lá de bruto.

Paranoá Senepol prepara noite memorável com seu leilão de genética no dia 2 de junho

leilaoGeneticaParanoa2016

A Paranoá Senepol comemora os seus sete anos de seleção com a oferta de uma genética que fará do dia 2 de junho uma data memorável. É quando o criatório de Guilherme e Eldino Zeli organiza o Leilão Genética Paranoá Senepol & Convidados, a partir das 20h00, direto do recinto LeiloAdo, em Três Lagoas/MS.

Este é o nosso evento elite do ano e a aceitação do ano passado, somado ao que o Senepol se desenvolveu no Brasil em mais um ano, trouxe a Paranoá até esse evento com o máximo de responsabilidade para atender esse mercado de genética“, afirma Guilherme Zeli.

Serão 36 lotes de doadoras que a Paranoá avaliou e qualificou,  juntamente com seus convidados, que também selecionaram a cabeceira do plantel. Entre os lotes estão bezerras prontas para serem avaliadas e doadoras qualificadas no maior e mais completo programa de avaliação de fêmeas da raça no mundo. “As novilhas mais novas que estarão à venda no leilão só serão entregues com chancela de doadoras, caso não se qualifiquem a gente repõe com uma doadora reconhecida“, explica o promotor do leilão.

EZ 164 FOTO 01

O Leilão Genética Paranoá Senepol & Convidados este ano será presencial. “Queríamos juntar os criadores para uma noite mais que especial e essa é a melhor forma de brindamos a ascensão da raça e da nossa marca”, conclui.

O leilão terá a organização da Programa Leilões,  com assessoria da S+ e a transmissão do Canal Rural. Todas as informações sobre o evento,  vídeos promocionais e os lotes estão à disposição no site Leilão Genética Paranoá Senepol.

Produção Máxima Paranoá passa de R$ 1,4 milhão

ProducaoMaxima_DBO
Leilão Produção Máxima foi realizado no dia 05 de Março de 2016

Virtual de Eldino e Guilherme Zelli teve oferta de touros, matrizes, bezerras e gado de corte
Na tarde de 5 de março, Eldino e Guilherme Zelli fecharam parte da grade de programação do Canal Rural para a transmissão do Leilão Virtual Produção Máxima Paranoá Senepol, grife que conduzem desde 2009 em Três Lagoas, no Leste do Mato Grosso do Sul.

O remate contou com oferta de 79 lotes de touros, matrizes e bezerras avaliados pelo Geneplus, da Embrapa Gado de Corte, e movimentou R$ 1 milhão. A média geral foi de R$ 13.675,00. “É um orgulho ver a aceitação do nosso trabalho. Nossos produtos têm dado resultado na fazenda dos investidores e o mercado tem reconhecido isso”, destacou Guilherme Zeli.

Os reprodutores lideram as vendas, com 56 lotes comercializados à média de R$ 13.403,00, valor equivalente a 95,7 arrobas de boi gordo para pagamento à vista na praça de Três Lagoas no dia do pregão (R$ 140/@). Do grupo saiu a maior disputa do pregão, um lote com dois touros de 22 meses, foi arrematado por R$ 29.520,00 pelo criador Marcos Mogari.

Nas fêmeas, a média para 23 animais foi de R$ 14.337. As oito bezerras foram vendidas ao preço médio de R$ 10.845,00, enquanto as 15 novilhas e vacas saíram a R$ 16.200,00.

No atacado, também foram comercializados 215 animais de cruzamento por R$ 338.451,00. A média dos 119 machos foi de R$ 1.440,00 e das 96 fêmeas de R$ 1.740,00. A maior negociação da categoria foi fechada com Fernando Martins Antunes, que desembolsou R$ 57.780,00 para arrematar um lote com 30 machos.

A condução dos trabalhos foi feita pelo leiloeiro Guillermo Sanchez, com captação de lances para pagamentos em 36 parcelas. A organização foi da Programa Leilões.

Fonte: Portal DBO

Paranoá Senepol vira referência a alunos da Unesp Ilha Solteira

02_2 AlunosUnespnaParanoa
Grupo de formandos de Zootecnia da Unesp Ilha Solteira em visita à Fazenda Paranoá.

A Paranoá Senepol continua servindo de referência para formação de profissionais de agrárias. A Fazenda Paranoá, em Três Lagoas/MS, foi mais uma vez um laboratório a céu aberto para um grupo de 30 alunos da Unesp, de Ilha Solteira/SP, que atravessou a fronteira para conhecer de perto detalhes de uma produção sustentável em pecuária de corte e em seleção de Senepol.

O grupo foi recebido por Guilherme Zeli, da Paranoá Senepol, para ver de perto um novo personagem da bovinocultura, o Senepol, diferente dos conhecidos zebuínos que eles estão mais acostumados. “Os alunos ficaram maravilhados com coisas que eles só viam na teoria”, reporta a professora Viviane Correa, responsável pela disciplina Bovinocultura de Corte no curso de Zootecnia da Unesp.

Alunos da Unesp Ilha Solteira conhecem categorias animais da Paranoá Senepol, em Três Lagoas/MS. (Fotos: Assessoria de Comunicação Paranoá Senepol)
Alunos da Unesp Ilha Solteira conhecem categorias animais da Paranoá Senepol, em Três Lagoas/MS. (Fotos: Assessoria de Comunicação Paranoá Senepol)

Na visita, os alunos do quarto ano viram detalhes sobre reprodução, fenótipo, precocidade, musculatura, escore, manejo, desenvolvimento comparativo entre bezerras recém-nascidas e com três meses de vida, receptoras, tourinhos. “Na faculdade, a gente tem pouco acesso à prática e como o Guilherme [Zeli] nos abriu a porteira, a gente aproveitou para conhecer coisa boa”, afirma a professora. “A reformulação na faculdade é muito lenta e uma chance dessa é ótima, porque esse trabalho que eles fazem na Paranoá é referência”.

Viviane Correa e Guilherme Zeli deixaram acertadas novas visitas para ampliar essa contribuição. “Estaremos sempre com as porteiras abertas para mostrar nosso trabalho e tomara que sirva para dar noção aos acadêmicos sobre como selecionamos e praticamos pecuária aqui na Paranoá Senepol”, conclui Zeli.

Paranoá Senepol registra 100% de liquidez no leilão Produção Máxima

A Paranoá Senepol comemora 100% de liquidez no Leilão Produção Máxima, que foi ao ar pelo Canal Rural no dia 5 de março, sábado à tarde. O criatório de Eldino e Guilherme Zeli vendeu 300 produtos e atingiu diversos Estados do Brasil, com arrecadação total de R$ 1,43 milhão. “É um orgulho ver a aceitação do nosso trabalho”, reagiu Guilherme Zeli. “A gente faz um trabalho transparente, para que nossos produtos possam dar resultado na fazenda dos investidores e o mercado reconheceu isso”.

Touro EZ 297 alcançou o melhor preço no leilão Produção Máxima Paranoá Senepol: R$ 24 mil. (Foto: Assessoria de Comunicação Paranoá Senepol).
Touro EZ 297 alcançou o melhor preço no leilão Produção Máxima Paranoá Senepol: R$ 24 mil. (Foto: Assessoria de Comunicação Paranoá Senepol).

Esse reconhecimento veio na forma de valorização dos animais comercializados. Foram sete lotes comerciais de meio-sangue Senepol, entre os quais três de machos de 08 a 11 meses de idade e pesos entre 210kg e 315kg, com média de R$ 1.740,48 – o mais valorizado atingiu R$ 1.926,00. As fêmeas contemporâneas receberam valorização média de R$ 1.440,13. Esses lotes foram disputados e arrematados por criadores de Brasilândia/MS e Uberlândia/MG.

No gado puro, as bezerras tiveram média de R$ 12 mil, as matrizes (vacas e novilhas) alcançaram preço de R$ 17 mil e os touros jovens (até 24 meses), R$ 13,5 mil. O destaque dessa venda dos 60 reprodutores foi o touro EZ 297 (WC 123N x SCR 6001S), arrematado por R$ 24.120,00 pelo criatório de Jorge Luiz Veduvoto. “Mais do que preço, a gente queria disponibilizar essa ferramenta cada vez mais procurada, com a qualidade que nos propomos a oferecer e os pecuaristas que querem produzir bons bezerros entenderam isso”, afirmou Zeli, ao final do leilão. “Quem trabalha com o capricho que a família Zeli tem na seleção do Senepol da Paranoá só pode alcançar um resultado como esse”, elogiou Júnior Fernandes, da S+, que trabalhou nos comentários do leilão, no estúdio do Canal Rural.

Facebook-LeilaoProducaoMaxima_2016

Outro ponto destacado no leilão foi o fato de cinco novos criadores de BA, MG, PR, RJ e SP entrarem para a raça, adquirindo fêmeas jovens e matrizes de alto padrão genético. “Isso é uma mostra de que o Senepol cada vez mais convence as pessoas que precisam de uma pecuária eficiente”, comentou Guilherme Zeli. Alex Marconato, da S+, trabalhou na mesa de lances da Programa Leilões, em Londrina/PR, e constatou um interesse muito acentuado durante o leilão. “O telefone não parou em nenhuma das categorias à venda, todo mundo quer o que é bom”, afirmou. “Não sobrou nada, sem defesa, um ótimo leilão”.

A Paranoá Senepol volta ao mercado com o leilão de genética, marcado para 2 de junho, em Três Lagoas/MS. O evento também terá assessoria da S+ e as informações serão divulgadas oportunamente aqui.

Fonte: S+ Assessoria